Países visitantes

Países visitantes: Brasil, Estados Unidos da América, Portugal, Alemanha, Rússia, Canadá, Reino Unido, Argentina, Espanha, Angola, Polônia, China, França, Israel, Venezuela, Ucrânia, Paraguai, Bolívia, Indonésia, Malásia, Grécia, República Tcheca, Iraque, Jordânia, Hong Kong, Itália, Austrália e India.

sábado, 28 de maio de 2011

A IMPORTÂNCIA DE OUVIR A VOZ DE DEUS

Leitura Bíblica: Juízes 6.25-32

 
Gideão foi o juiz que libertou o povo de Israel da opressão dos midianitas, povo nômade do deserto da Síria. Gideão significa destruidor, guerreiro poderoso ou lenhador. Foi o quinto juiz de Israel, também conhecido por Jerubaal, filho de Joás, da tribo de Manassés.

Os israelitas estavam passando uma fase muito difícil, passando por dificuldades. Ninguém via mais soluções. Os midianitas tinham tomado conta do país, e oprimiram os israelitas por sete anos. Os midianitas subiam a cada ano e roubavam o produto da safra dos campos e todos os animais dos israelitas. Para sobreviverem, os israelitas escondiam alimentos do inimigo. O Senhor chamou Gideão para livrar o povo da mão dos inimigos. Gideão estava malhando o trigo para esconder dos midianitas quando o Anjo do Senhor lhe apareceu.

Imagine este agricultor trabalhando com medo do inimigo, quando ouviu as palavras do Anjo: “O Senhor é contigo, homem valente” (Juízes 6.12).

Parece que Gideão não entendeu o significado da frase homem valente. Gideão se sentiu tão incapaz que procurou escapar da missão dada por Deus, alegando que era de uma família insignificante, de uma tribo pouco importante. Não respondeu nada sobre ser homem valente.

Deus ia fazer dele um líder corajoso. A força do servo do Senhor não vem de si mesmo, mas de Deus. Dependemos da Graça de Deus. O apóstolo Paulo disse: “tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4.13). Os homens valentes são aqueles que confiam no Senhor e dependem dEle.

Nas conversas com Gideão, Deus afirmou repetidas vezes Sua presença com ele: “Eu estou contigo”.

Afirmou por palavras: “Já que eu estou contigo, ferirás os midianitas como se fossem um só homem” (Juízes 6.16).

Antes da primeira missão de Gideão, Deus lhe deu um sinal: O Anjo do Senhor mandou fogo para consumir a oferta de Gideão.

Antes da segunda missão, Gideão recebeu mais três sinais de Deus: Deus deixou o orvalho molhar uma porção de lã sem molhar a terra em volta dela (Juízes 6.36-38). Na noite seguinte, fez ao contrário, deixando a lã seca no meio de terra molhada (Juízes 6.39-40). Deus afirmou sua presença através de promessas cumpridas, principalmente no livramento do povo pela mão de Gideão (Juízes 6.16; 7.7,22; 8.10-12).

As atitudes de Deus para com Gideão foram convincentes! É uma grande bênção a presença do Senhor em nossas vidas.

Quando Jesus veio ao mundo para habitar entre os homens, aconteceu o que tinha sido profetizado: foi dado o nome “Emanuel, Deus conosco” (Mateus 1.23).

No final da sua missão terrestre, Jesus foi preparar lugar para cada um de nós na presença de Deus (João 14.1-4).

Ele prometeu fazer morada naqueles que o amam (João 14.23).


Amém.

Nenhum comentário:

SEGUIDORES

Acompanhar por E-mail

OUTROS ARTIGOS

Ocorreu um erro neste gadget