Países visitantes

Países visitantes: Brasil, Estados Unidos da América, Portugal, Alemanha, Rússia, Canadá, Reino Unido, Argentina, Espanha, Angola, Polônia, China, França, Israel, Venezuela, Ucrânia, Paraguai, Bolívia, Indonésia, Malásia, Grécia, República Tcheca, Iraque, Jordânia, Hong Kong, Itália, Austrália e India.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

VIVENDO A UNIDADE CRISTÃ.

O pilar central do Cristianismo é a pessoa do Senhor Jesus que veio a esse mundo para manifestar a vontade do Pai: a de amar, restaurar e edificar o ser humano. O mundo todo, porém, se afastou de Deus, deu as costas para Deus e, com isso, tem sofrido muito, tem sido enganado pelos demônios e deixado de experimentar a essência de Deus, o AMOR, pois “Deus é amor”, e o que Jesus veio manifestar neste mundo foi o amor de Deus a todas as pessoas, revelado por Seu Evangelho (Boas Novas), que deve ser vivido com intensidade.

O amor, portanto, edifica, restaura, agrega, serve de inspiração para nossos atos. O capítulo 13 de 1º Coríntios é uma poesia reveladora e abençoadora do que é o verdadeiro amor. Essa deve ser a marca maior da Igreja do Senhor Jesus.

Deus, em Sua infinita grandeza, deseja que, além de manifestarmos Seu amor, possamos crescer também no SABER, revelado e ensinado por Ele mesmo. O saber por sua vez é muito importante para a vida do povo de Deus e Ele mesmo deseja que Seu povo seja conhecedor e sábio; porém, o saber pode gerar no coração do homem que ainda não tem TEMOR A DEUS a vaidade, a soberba, a presunção, a arrogância, sentimentos profundamente destruidores da unidade e saúde da igreja.

Paulo escreve para a igreja de Corinto alertando sobre esse perigo (8.1): Não use do saber ou revelação já adquirida ou da liberdade já compreendida de tal forma que venha a ferir a consciência do irmão na fé, que ainda não adquiriu tal maturidade, pois tudo é de Deus (8.6) e, recebido com ação de graças, não precisa ser recusado. Isso Paulo falou com respeito à comida sacrificada aos ídolos (8.8), mas se meu irmão se escandaliza, eu devo deixar de fazer, por AMOR ao irmão, para não ferir sua consciência. Isso, sim, é AMOR e MATURIDADE CRISTÃ.

Não use da liberdade que Cristo te deu para ferir a consciência de seu irmão, pois agindo deliberadamente dessa forma estaremos desprezando o mandamento maior que é o de amar nosso irmão. Ouvi da boca de um político, essa semana, uma frase muito interessante: “O homem público deve aprender a engolir sapos e lagartos e bocejar flores”. Quanto mais o povo de Deus...

Que Deus nos dê a graça para agirmos sempre com AMOR, glorificando a Deus e beneficiando a Sua Igreja neste novo ano que se aproxima, que posamos dar o verdadeiro exemplo de caridade e unidade, pois para isso fomos chamados.


Nenhum comentário:

SEGUIDORES

Acompanhar por E-mail

OUTROS ARTIGOS

Ocorreu um erro neste gadget